Como converter músicas AAC ou M4A para MP3 utilizando o iTunes

O iTunes é capaz de fazer a conversão de arquivos de áudio em formato AAC ou M4A para MP3 de uma maneira bem simples e sem a necessidade de instalar algum programa de terceiros ou plugins. Na verdade isso é feito da mesma forma como se você quisesse copiar um CD de áudio para seu computador da Apple ou PC com Windows instalado.

Será necessário apenas alterar algumas opções dentro do próprio player da Apple, e para iniciar acesse as preferências do iTunes através do menu iTunes > Preferências (ou caso prefira usar teclas de atalho, pressione command + , ). Na aba Geral, clique no botão Ajustes para alterar as opções de importação:

preferencias itunes

No primeiro item, Importar Usando, selecione Codificador MP3, e abaixo selecione a qualidade do áudio que preferir. No meu caso escolhi 192 kbps mas se você estiver fazendo isso para copiar os arquivos convertidos para um mp3 player portátil escolha no máximo 160 kbps para reduzir o tamanho de cada arquivo. Você nem irá perceber diferença na qualidade.

ajustes de importacao

Feito isso, você já pode começar a converter seus arquivos. Para isso basta você clicar com botão direito sobre a faixa que deseja converter e selecionar a opção Criar Versão MP3.

criar mp3 no itunes

Note que aqui, eu já suponho que você possua as faixas em sua biblioteca. Caso ainda não estejam, adicione para a conversão e depois remova os arquivos duplicados uma vez que o iTunes automaticamente converte e já adiciona os novos arquivos à sua biblioteca.

Leia Mais

Como ocultar/exibir ícones no desktop do Mac OS X

Uma coisa que eu não sabia até instantes atrás é que era possível deixar o desktop (Mesa) do Mac OS X totalmente limpo, sem nenhum ícone visível (isso inclui os ícones das unidades de disco), mesmo sem apagar seus arquivos que estão por lá.

desktop mac

O processo é simples, basta executar estes comandos no Terminal (que está dentro da Aplicativos\Utilitários):

defaults write com.apple.finder CreateDesktop false
killall Finder

O primeiro comando serve para ocultar todos os ícones, e o segundo para reiniciar o Finder.

Caso queira voltara atrás e deixar seus ícones e arquivos visíveis, basta substituir false por true no primeiro comando e reiniciar o Finder.

E daí você deve estar se perguntando para onde foram seus arquivos não é mesmo? Eles não foram movidos para lugar nenhum. Eles continuam lá, apenas não estão visíveis. Para acessa-los basta abrir o Finder e clicar em Mesa na barra da esquerda.

Leia Mais

O futuro da música está nos smartphones

Quem hoje em dia compra CDs? Salvo alguns saudosistas do vinil, as mídias tradicionais já perderam seu espaço para a música digital. Durante a era do MP3, o gadget que revolucionou o mercado de música foi o tocador de MP3, com destaque para o iPod, da Apple.

Mas hoje, com uma nova geração de smartphones equipados com o que há de melhor em qualidade de som e capacidade de armazenamento, os MP3 players cederam seu lugar aos telefones Android, BlackBerry e afins.

De acordo com estudo realizado pela ComScore, 48% dos usuários de smartphone ouvem música no seu celular. A música também é um fator decisivo na hora da escolha pelo modelo e marca do smartphone: segundo a pesquisa, usuários consideram a capacidade do aparelho de reproduzir música e vídeo como um dos fatores mais importantes.

Um outro dado interessante é que a música é um dos assuntos mais compartilhados em redes sociais – o que faz as gravadoras e empresários da indústria da música ficarem de antenas ligadas. Uma das tendências mais populares no momento é o serviço de music streaming.

Basicamente o usuário paga uma assinatura para acessar suas playlists na nuvem, seja num tablet, computador ou smartphone. A grande vantagem do streaming é a possibilidade de ouvir o que quiser, quando quiser, sem precisar baixar músicas ou lotar a memória do telefone com arquivos MP3. Na teoria a ideia é incrível, mas o único ‘porém’ disso tudo é a qualidade, disponibilidade e preço do serviço de internet 3G no Brasil, qua ainda não conseguiu alcançar os padrões de países como Inglaterra e Estados Unidos.

Aqui vão alguns dos melhores apps de smartphones para música, o Spotify e o Shazam:

spotify

Tem versão gratuíta para uso, ou seja, bancada pelos anúncios e a premium, que é paga. A gratuita é como um rádio, que quando se está conectado pode procurar por uma extensa lista de músicas disponíveis. A premium suporta escutar música quando está offline ou sincroniza suas músicas quando está on. Com ele você pode ver o que seus amigos estão ouvindo, compartilhar suas preferências no Facebook.

shazam_650

Identifica músicas rapidamente quando são cantaroladas no microfone do seu telefone. O app te leva a ouvir a música ou a uma versão de 30 segundos no iTunes ou Rdio. A versão paga do app remove os anúncios e te leva ao Pandora* ou Spotify para escutar a versão completa.

*O Pandora só funciona nos EUA.

Estes apps também estão disponíveis para os aparelhos BlackBerry. Qual destes apps você prefere e porquê?

Leia Mais

Como funciona o backup do iCloud

O iCloud é um serviço de backup automático e confiável da Apple presente em seus dispositivos portáteis (desde que possuam o iOS 5 ou versões posteriores instalado) e computadores da maçã rodando OS X 10.7 ou mais recente, para que nós tenhamos e façamos uma cópia de informações sem a necessidade de conectá-los a um computador ou copiar para um disco externo.

iCloud

A Apple fornece gratuitamente a todos os usuários, 5 GB de armazenamento que você pode usar para guardar:

  • Fotos e vídeos no rolo da câmera
  • Configurações do dispositivo (favoritos do telefone, imagem de fundo e contas de e-mail, contatos e calendário)
  • Dados dos aplicativos
  • Tela de Início e disposição dos apps
  • Mensagens (iMessage, MMS e SMS)
  • Toques
  • Visual Voicemails

Fora isso, você ainda tem um espaço gratuito e ilimitado para músicas, filmes, programas de TV, apps e livros adquiridos na App Store.

É possível contratar até 50 GB espaço adicionais, desembolsando uma boa grana para isso:

  • 10 GB adicionais (total de 15 GB): $20/ano
  • 20 GB adicionais (total de 25 GB): $40/ano
  • 50 GB adicionais (total de 55 GB): $100/ano

Quando o backup é realizado?

O iCloud faz backup automaticamente dos dados acima listados sempre que seu dispositivo estiver conectado à internet usando Wi-Fi, conectado a uma fonte de alimentação e tem a tela bloqueada.

Para isso é necessário ativa-lo no iOS através do menu Ajustes > iCloud > Armazenamento e Backup.

Caso prefira executar o backup manualmente, você pode acessar esse mesmo menu acima e selecionar a opção Efetuar Backup Agora sempre que desejar.

Gerenciando o backup

Você pode selecionar quais aplicativos terão dados salvos no iCloud, e com isso economizar espaço em disco disponível. Para saber quais dados fazem o backup, vá em Ajustes > iCloud > Armazenamento e Backup > Gerenciar Armazenamento. A partir daí basta selecionar o dispositivo que deseja gerenciar para visualizar os dados armazenados.

Leia Mais

Recuperando dados (fotos, videos, contatos) apagados em qualquer dispositivo Apple

Após ter publicado aqui no site um tutorial para recuperar fotos apagadas em iPhones, iPad ou iPod touchs a partir de um backup anterior do iTunes, muita gente entrou em contato me questionando sobre restauração de outros arquivos deletados em seu iGadget, tal como mensagens de texto, contatos, e até mesmo fotos sem um backup anterior.

Inicialmente não achei que isso fosse possível, mas recentemente me foi apresentado o Wondershare Dr.Fone para Mac um novo software que permite recuperar arquivos diretamente de iPhones, iPads e iPod touch sem backup do iTunes. Mas o software também pode ser usado para recuperar dados através do backup do iTunes.

Este software é compatível com os seguintes dispositivos:

Wondershare Dr.Fone para Mac
Lista de dispositivos compatíveis

Eu fui convidado a fazer um teste deste aplicativo e achei fantástico! Primeiramente pelo número de dispositivos compatíveis (veja acima) e segundo por ter encontrado arquivos apagados há muito tempo, além de um histórico de ligações e mensagens SMS de anos atrás – sempre que troco de aparelho eu recupero um backup do modelo anterior para não ter que configurar tudo.

Aproveitando que tinha deletado algumas fotos no dia anterior, instalei uma versão de teste grátis do Wondershare Dr.Fone para verificar sua eficácia. Logo que executado, ele me deu opção de restauração a partir do próprio aparelho ou por um backup do iTunes. Como eu sabia que as fotos não estariam no backup, parti para a recuperação direta.

buscando-arquivos

Em seguida ele começou a verificar meu iPhone (imagem acima) em um processo até rápido, o que me deixou feliz por um curto período de tempo. Creio eu que nesse momento ele apenas verifica informações como modelo, capacidade e número de série do aparelho. Em seguida ele parte para outra tela onde realmente faz a busca por arquivos.

Eu particularmente achei o processo um pouco devagar, mas pode ser devido ao número de arquivos e capacidade do meu iPhone, que é um modelo de 32GB. O processo de pesquisa demorou cerca de 30 minutos.

recuperando-arquivos

Uma das vantagens deste software é que você não precisa esperar a busca ser completamente finalizada para navegar entre os arquivos já localizados. Se você reparar na imagem acima, do lado esquerdo, algumas opções já estão disponíveis (em texto preto) e você poderá clicar ver do lado direito os arquivos encontrados.

Há uma opção em alguns casos, que você poderá ativar um filtro para mostrar somente dados deletados. Quando disponível, basta clicar em “Mostrar somente os arquivos eliminados” que fica acima da lista de arquivos.

Para recuperar arquivos, basta seleciona-los e clicar no botão Recuperar na parte inferior. Muito simples!

Caso você necessite recuperar arquivos apagados no seu aparelho ou de algum cliente, este software irá facilitar a sua vida. Ele possui versão somente para Mac com processadores Intel e requer OS X 10.6 ou superior. O Wondershare Dr.Fone custa pouco menos de R$200 mas você pode fazer download de uma versão gratuita para testes como eu fiz através do website da Wondershare.

Leia Mais

Como ativar a verificação em dois passos no Facebook

O Facebook, assim como o Google e o Twitter, também possui ativação em 2 passos para proteger a sua conta (principalmente se você administra fanpages do seu site ou de clintes) chamada “Aprovação de Login”, onde você receberá um código via SMS no número do telefone celular cadastrado ou a partir de aplicativos geradores de códigos como o Google Authenticator que funciona tanto no Android como no iOS.

Para ativar esta ou outras opções de segurança, acesse área de segurança da sua conta onde você encontrará algo parecido com isso:

Segurança no Facebook
Note que no meu caso, grande parte das opções está ativada.

No caso da verificação em dois passos, basta ativar a Aprovação de login. O Facebook solicitará que você confirme o número do celular cadastrado e enviará uma mensagem via SMS contendo um código que deverá ser informado na tela seguinte para concluir a ativação.

O SMS pode demorar um pouco para chegar, por isso recomendo a utilização do aplicativo Google Authenticator (que além do Google, serve para o Facebook e outros serviços). Neste caso você também precisará de um aplicativo que leia QR Codes para fazer a leitura do código na tela pelo seu telefone, e em seguida irá adicionar um código de segurança dentro do App.

De agora em diante, toda vez que houver algum acesso à sua conta a partir de um dispositivo novo, seja ele um navegador web diferente ou app do Facebook ou Messenger no celular/tablet, o Facebook irá solicitar que você informe o código gerado e lhe enviado. O processo parece ser um pouco chato mas não é, e ainda evita você perder a sua conta.

Leia Mais