Desvendando a Scene Warez

A Scene, também conhecida como Warez Scene, é uma rede mundialmente desconhecida onde pessoas compartilham conteúdo pirata, como DVD’s, filmes, jogos, aplicativos, etc. Primeiro, o conteúdo é lançado por releasegroups, grupos dos quais especializados em publicar esse material. Eles copiam um Dvd ou quebram a proteção de um jogo, e o torna disponível pra outras pessoas, nos chamados releases. Quando esses grupos terminam um release ele é upado nos sites. São servidores FTP muito rápidos e privados, sendo a primeira escala na distribuição do release. Eventualmente, ao final da distribuição, os releases estarão disponíveis pra todos na rede P2P.

A velocidade dessa rede mundial é enorme. Em questão de minutos um release pode ser copiado para centenas de outros sites. Em questão de uma hora, para milhares de sites.

Em questão de um ou dois dias são disponibilizados em grupos de noticias, no IRC, e por fim na rede P2P. Não se trata de uma familia grande e feliz. A Warez Scene consiste de certos grupos/camadas. No topo temos os releasegroups e os topsites. Esses grupos constituem o núcleo da Scene. Os demais grupos oficialmente não fazem parte da Scene. Ainda que muitas pessoas os considerem parte dela.

A Scene não é somente uma rede de distribuição, vai muito além disso. Existem regras na Scene que servem pra garantir releases de boa qualidade. Caso contrário, o release será nukado. Significa que ele será marcado como irregular. Releases nukados não são vistos com bons olhos e o grupo que lançou acaba ficando com uma má reputação.

Segurança é um tema importante na Scene. Tendo em vista as atividades serem ilegais os sceners precisam estar protegidos, à salvo de organizações anti-pirataria e evitarem serem plotados em Operações.

A Hierarquia

A Scene é baseada numa certa hierarquia. Para explicar a estrutura disso, aqui vai uma visão geral da cadeia alimentar pirata. Nem todas essas camadas constituem a Scene. As organizações anti-pirataria e a maioria das outras partes que não representam a Scene propriamente dita, consideram todos esses grupos como filiados à Scene. Ainda que não sejam na prática. De fato, os releasegroups e o pessoal dos topsites odeiam esses outros grupos. O motivo pra isso é que os fxp boards, os irc traders e principalmente os users P2P colocam a Scene em perigo. Os Sceners buscam manter seus releases para uma quantidade limitada de pessoas. Pois qualquer um que tenha computador e saiba usar software P2P, pode baixar o conteúdo. Isso causa grande perda no ramo logístico e na produção cinematográfica, o que nos leva até as organizações anti-pirataria, polícia/atenção do FBI, etc. Isso põe os Sceners em risco, então por isso acabam desaprovando esses grupos. Os FXP Boards se consideram integrantes da Scene. Os irc-traders e os grupos de notícias tem noções da Scene, e os usuários P2P definitivamente não conhecem a Scene.

A hierarquia da Scene é a seguinte:

Releasegroups – Grupos de pessoas que lançam o conteúdo na Scene. Frequentemente ligados com os Site Traders.
Topsites – Servidores FTP muito rápidos com pessoas que compartilham os releases dos releasesgroups para outros (top)sites.
FXP Boards – Pessoas que buscam/hackeiam/sabotam computadores vulneráveis com conteúdo.
IRC Trading – Usuários do IRC que baixam via XDCC ou servidores de arquivos.
Newsgroups – Pessoas que baixam de canais de notícias binários.
Peer-to-Peer – Usuários de programas P2P tipo KaZaA e BitTorrent que compartilham uns com os outros.

O Sistema

Na hierarquia da Scene explicamos o que é um topsite. Aqui nós daremos informações mais detalhadas sobre topsites e seu sistema, e o sistema da Scene. Segurança certamente é uma questão muito importante. Os topsites são muito privados. Uma típica configuração de topsite irá permitir aos usuários somente logarem-se com uma certa identificação e host (ou faixa de IP), com autenticação SSL em todas as sessões FTP. Servidores FTP são frequentemente usados pra esconder o verdadeiro endereço IP do topsite, e pra compartilhá-lo na rede. A maioria dos usuários irá se conectar através de proxy. Dessa forma os sites não vêem seus verdadeiros IP´s.

IRC: todos os membros do site se fazem presentes no canal IRC do mesmo. Esses canais em sua maioria localizam-se em servidores IRC privados e muito seguros, e você precisará se conectar via SSL. Além do SSL existem outras medidas de segurança. Você não pode simplesmente entrar (join) no canal, você precisa se convidar, utilizando uma linha de comando quando você se conecta ao site. Desse jeito pessoas que não são membros do site, não poderão entrar (no canal) uma vez que é protegido com auto-convite e/ou com uma channel key (senha). E os canais são frequentemente protegidos com FiSH. FiSH é um add-on (seria um algo a mais) que criptografa as mensagens em um canal. Com isso as pessoas que não tiverem a fish key correta, não poderão ler as mensagens. Nesse canal IRC, os membros e os operadores do site podem comunicar-se uns com os outros. Também há um bot presente, que fará anúncios quando um releasegroup publicar um novo release no site, ou anunciará quando um membro upar um release. Muitos sites também tem um canal de anúncios. Esse canal mostra automaticamente os últimos releases logo após o PRE. Mais sobre isso abaixo.

Sistema de Créditos: O site trabalha com um sistema de créditos. Operadores do site e alguns afiliados ficam isentos desse sistema, com uma conta Free Leech. Esse sistema de crédito funciona de acordo com o ratio. O mais comum é o 3:1, significa que quando você upa 3 GB, você pode baixar 9 GB. Quando um membro não consegue o valor mínimo mensal requerido de upload, ele automaticamente será deletado. Créditos podem ser perdidos upando release irregular que termina como nukado. Nukes multiplicados afetam a quantia de créditos perdidos.

Afiliados: Falaremos basicamente de três ranks: siteops, affiliates e racers. Siteops (operadores-site) são os administradores. Existem geralmente de dois à três siteops por site. Um deles na maioria das vezes é o fornecedor do site, o outro a pessoa que encontra o fornecedor e o guia durante a instalação do servidor. E o outro será de amigos e pessoas envolvidas na Scene. Um ou mais dos siteops será nuker. É seu encargo nukar qualquer release considerado velho ou falso (fake). Affiliates são os releasegroups que postam os releases logo após serem finalizados. Cada afiliado tem acesso a uma pasta privada e oculta no topsite. Essa pasta é usada no upload de novos releases antes de se tornarem disponiveis em outros sites. Quando um novo release é upado em cada um dos sites do grupo, um comando é executado pra simultaneamente copiá-lo pra uma pasta acessível por outros usuários, e engatilhar um anúncio no canal IRC do topsite. Esse comando é chamado de PRE-command. “To pre” refere-se à execução desse comando. Pre-releases também podem ser replicados em canais externos de anúncios pra informar outros membros/usuários que um novo release está disponivel pra racing (concorrência, competição).

Banco de Dados: Quando o pre de um grupo é lançado, o release é automaticamente registrado no pre-database. É um enorme banco de dados que contém todos os releases que já foram lançados na Scene. Esse banco de dados grava nome dos releases bem como data e hora, embora os campos variem de banco pra banco. Exemplos de outros campos comuns incluem gênero (releases MP3), seção, e detalhes do nuke. Os bancos de dados são mantidos de modo que forneçam aos grupos informações necessários a fim de se evitar um dupe (duplicidade). Os próprios usuários podem fazer essa checagem, vendo por exemplo, se o filme já foi lançado, a data do release, o status (nukado ou não), entre outros. Os bancos de dados são atualizados através de processos automáticos ora buscando em Topsites por novos releases, ora captando anúncios nos canais do site.

Nukes: Se um grupo publica um release que já foi lançado por outro grupo, é um dupe (duplicidade). Então o release será nukado. Isso significa que será marcado como release irregular. Os grupos tentam evitar nukes, uma vez que eles lhes darão uma má reputação. Com exceção de dupes, os releases podem ser nukados por outras razões também. Existem dois tipos de nukes:

Nuke Global: nukado em razão do próprio release. É nukado por haver algo de errado com o release, por exemplo: erros no som, dupe, vídeo congelando, mal ripado, etc. Se um grupo se der conta de que há algo errado, eles podem pedir um nuke. Nukes comuns: Dupe, Bad Aspect Ratio (Bad AR), Bad Inverse Telecine (processo de conversão dos quadros incorreto), interlaced (linhas pretas no movimento conforme a ordem do campo estiver incorreta).

Nuke Local: nukado em razão da localidade. Determinados sites irão nukar por estar em desacordo com as regras, por exemplo: nada de telesyncs, nada de Dvd´s dublados em outros idiomas que não o inglês, etc. Nesse caso não haverá nada de errado com o release. Por serem localmente nukados, eles ainda podem ser compartilhados em outros sites.

Regras

As regras da Scene são padrões na Scene Warez para os lançamentos. Esses padrões são os requisitos mínimos para um release. As regras da Scene são definidas por grupos de pessoas que estiveram envolvidas ativamente por vários anos estabelecendo vínculos com grupos maiores. Essas pessoas formam um comitê, que formula idéias a serem aprovadas por esses grupos maiores. Na distribuição organizada da warez, todos os releases devem seguir esses padrões pré-definidos pra tornarem-se materiais aceitos. O comitê geralmente cicla a maioria das idéias e finalmente decide qual serve melhor ao propósito, e então as mandam para aprovação. Uma vez a idéia assinada pelos grupos, se torna ratificada e aceita como padrão atual. Existem diferentes padrões pra cada categoria de releases. As regras da Scene podem ser atualizadas à qualquer hora, embora o recomendado sejam no máximo uma ou duas alterações anuais. Essas regras são arquivos particulares, não acessíveis pra ninguém fora da Scene. Porém algumas podem ser vistas pela web.

As regras da Scene podem parecer um pouco rigorosas, mas elas certamente não estão lá pra incomodar rippers. Existem vários motivos pra essas regras existirem:

1. As regras englobam apenas releases de alta qualidade, então não se preocupe com baixa qualidade, erros ou coisas do tipo.

2. Pelo fato dos releases serem divididos em pequenas partes você não precisa se preocupar em baixar novamente o release inteiro se algo der errado. Você pode controlar se tudo foi baixado corretamente verificando o arquivo SFV. Portanto você sempre saberá se pegou algo incompleto do release que baixou. Significa que você terá o mesmo número de arquivos no computador, assim como a pessoa que upou primeiramente o filme e criou o release.

3. As regras levam à um modo padronizado de compartilhamento, no qual os downloads obviamente acabam se beneficiando. Você aprenderá a reconhecer um bom release e estará a par dos problemas/surpresas inconvenientes de filmes pobremente ripados por amadores. Também será muito mais fácil comparar os releases entre si.

4. Os releases da Scene sempre contém todas as informações de como foram ripados, em qual qualidade, etc. Dessa maneira você sempre sabe o que está baixando.

Alguns grupos da Scene

São grupos da Scene: ALLiANCE, PreVail, HLS, SaGa, CAMERA, LRC, DoNE, ESPiSE, DMT, VoMiT, mVs, LPD, iKA, AFO, DvF, iMBT, FLAiTE, TFF, DiAMOND, PUKKA, e muitos outros. Lembrando que aXXo e FxM não fazem parte da Scene, são grupos de reencoders. Topsites nunca postam releases desses dois grupos.

Fonte: AboutTheScene.com
Créditos pela tradução: XandeAlves @ CPturbo.org

Artigo publicado após permissão do tradutor. Em caso de cópia ou re-publicação, favor manter créditos e links.

Leonardo R.

Analista de TI, graduado em Internet e Redes de Computadores, apaixonado por tecnologia, música e viagens. Mountain biker por hobby, e jogador de Xbox One e alguns jogos da Blizzard nas horas vagas. Também curte fotografia, filmes, séries e web em geral.

  • wellington coelho

    gostaria de particiapar como associado , pode ser?

  • como assim?

  • pikapi-pikachu

    Interessante. Agora a pergunta: o que eles ganham com isso? Eu sei que é muito bom pra nós usuários, que baixam filmes, seriados que talvez nem em 10 anos vai passar na tv aberta. Agora, e para eles, será que tem dinheiro na parada? Será que os topsites pagam pelo seus serviços? Afinal prum site de torrent da vida, quanto mais acesso, maior probalidade de retorno dos anúncios… Você tem alguma resposta ou teoria?

  • Floppy

    Para pikapi-pikachu

    Cara, isso é warez, ou seja, isso é COMPARTILHAMENTO. Não se envolve dinheito nisso, porque se não isso seria pura pirataria e warez não é isso.

    A simples vontatede de compartilhar faz a internet a melhor coias do mundo, onde todos podem ter aquilo que querem, iguais a todos.

    A scene e outros grupos que existem por ai, compartilham arquivos a muitos e muitos anos e nunca ganharam nada com isso, o que o mais cool.

  • pikapi-pikachu

    Então a retribuição fica no reconhecimento do grupo pelo qualidade e rapidez em que o software, filme, seriado etc é liberado.

    …sei lá, essa história é meio difícil de engolir…mas é a que vou aceitar daqui pra frente, já que o próprio compartilhamento é uma retribução…

    Floppy vlw pela resposta.

  • helder

    Muito bom artigo, explica muito bem como e a realidade das teams

  • Kelson

    alguns servidores pagam por cada download realizado nakele arquivo ;)

  • Joao

    Coloca o site da scene ai pra nois

  • FTP- ANOUNCER

    Eu tenho acesso a esses servidores. se alguem quiser ter acesso, fale cmg.

    • nqk18469

      Ainda tem disponivel o acesso ao FTP ?

  • Pingback: Releaseee » Blog Archive » Anuncio Da Administração – Maquinas Desligadas, Fim do FTP? Fim Do Site? Fim Dos Upload? Sim Pessoal é Serio, Estamos Encurralados, Leiam Todos Por Favor()