Típico Goianiense

Em homenagem aos 74 anos de Goiânia, capital do Estado de Goiás, comemorados hoje, segue abaixo uma espécie de “conhecendo um cidadão goianiense”:

Tipo físico: O homem pardo, fruto da miscigenação do europeu, do índio e do negro foi se transformando ao longo dos séculos 19 e 20, influenciado pelas levas migratórias. As influências mais fortes são, internamente, dos mineiros e paulistas e, externamente, dos árabes, italianos e portugueses;

Lazer preferido: Ir ao bar, ao shopping e ? feirinha;

Esporte: Futebol. Ir ao Serra Dourada é um programaço. Além disso, o ciclismo também disputa a preferência. Mas o que mais atrai o público são as atividades no autódromo, em especial Stock Car e Formula Truck.

Comida que mais gosta: Espetinho, pamonha, pequi e tudo o mais que couber no prato do restaurante por quilo. Pra ser realista, de pequi eu só gosto quando “estrangeiros” dão aquela mordida inesquecível (pra quem conhece, sabe do que estou falando);

Fama: De serem maus motoristas?! As mulheres, de estarem entre as mais bonitas do País (Uau!);

Roupa preferida: Tem estilo despojado. Por causa do calor, gosta de peças leves. O homem e a camisa pólo são inseparáveis. A mulher gosta de detalhes nas roupas e nos acessórios;

Viagem de férias: Nos fins de semana e nas férias vai para Caldas Novas, Pirenópolis e para o Araguaia. Gosta do litoral nordestino e viaja cada vez mais para o exterior (acho que sou único que nunca foi);

Música: Famosos por cultuar shows de duplas sertanejas, mas é eclético. Lota também as micaretas (argh!) e as trances. Sem esquecer do lado rocker da cidade que vem crescendo bastante, com surgimento de bandas e realizações de eventos de repercussão nacional (Go Music, Goiânia Noise, etc.);

Hábitos: Lavar (e não mandar lavar) o carro, fazer reuniões em casa (assar uma carninha…), happy hour com os amigos.

Sotaque: Puxa o r do paulista, fala o uai do mineiro, come o s do fim das palavras, quando há, e inventa s onde não tem. Exemplo: quis música?

A maior paixão: Não tem pra ninguém: o carro.

Religião: É predominantemente católico. A cidade, porém, tem a maior proporção de evangélicos pentecostais entre as capitais brasileiras.

Retirado e adaptado de: O Popular

Leonardo R.

Analista de TI, graduado em Internet e Redes de Computadores, apaixonado por tecnologia, música e viagens. Mountain biker por hobby, e jogador de Xbox One e alguns jogos da Blizzard nas horas vagas. Também curte fotografia, filmes, séries e web em geral.

  • Ae Leo, valeu pela visita! Gostei do teu layout. Ainda não olhei todos os posts, mas tah add nos meus favoritos! Abraço e volta sempre!

  • Legal este teu post. Mas eu ainda fico voando no que seria pequi…bom, e será que toda cidade tem uma "feirinha"? hahahaha

    Quanto ao sotaque daí é bem parecido com o dos Mineiros, é bonitinho :))

    Beijo

  • matheus machado

    e ae eu queria mais sobre as comidas tipicas de goiania!! eu queria origem a historia e etc!!
    saco?? me manda o que der!!
    valeeew!

  • Wanderley da SIlveira

    Não é uma característica da primeira geração. Nem pelo tipo físico, nem pelo sotaque, tampouco pelo gosto por duplas sertanejas. As músicas eram de bom gosto…

  • gostei demais disso ja fui em goias amei la e maravilhoso e voces sao um maximo valeu!!!